O Futuro da Música Eletrônica

Qual o Futuro da Música? ~ com Ciclame Music

By Roney Laurent | roneylaurent | 10 May 2021


Continue a leitura para entender uma visão sobre o futuro da música com tecnologia.

Além disso, conheça mais a trajetória de um artista brasileiro independente e um profissional visionário. Leia até o final !

Read in english clicking here (leia em inglês clicando aqui). 


Quem é o artista Alan Maia? 

A história de Alan Maia na arte começa em Belo Horizonte (capital do estado de Minas Gerais no Brasil), aos 14 anos de idade, através do seu irmão mais velho e por influências de vários festivais de música eletrônica, bastante comentados nas suas rodas de amigos. Naquela época, seu irmão ganhava dos festivais alguns CD 's de música eletrônica, eles escutavam juntos em casa. O artista passou vários anos ouvindo música eletrônica nos seus mínimos detalhes. 

Até que aos 16 anos de idade começou a mergulhar no universo da produção musical. O artista sempre foi muito curioso, buscava entender como as músicas eram criadas, assim, começou a estudar mais sobre softwares de produção musical, sintetizadores, engenharia de áudio e experimentou criar suas primeiras tracks. Ele sempre voltava do colégio com as músicas que ouvia grudadas na cabeça. 

As criações artísticas de Alan Maia começaram desde muito cedo, ele experimentava constantemente desenvolver músicas próprias e remixes. Até que passou um tempo e ele começou pesquisar mais sobre como os produtores criavam suas músicas, estudou muito e colocou em prática. Com o computador simples que tinha em casa, Alan começou a experimentar algumas sonoridades com o Fruity Loops. De acordo com relato do artista, as suas primeiras tentativas de produção foram horríveis, mas ele jamais desistiu de aprender a aprimorar suas criações sonoras.

Alan Maia sempre foi autodidata e lutou para aprender com as principais referências do Brasil e fora do país sobre as melhores práticas para criar música eletrônica com qualidade e que fariam sucesso nos principais festivais. Após muitos estudos e experimentações, resolveu mostrar uma música para um amigo. O seu amigo ficou impressionado e disse que queria aprender mais sobre produção autoral de música eletrônica.

Ferramentas Básicas para Produzir Música Eletrônica?

Assim, em meados de 2013, o artista começou a pesquisar na internet sobre técnicas e métodos de produção musical de artistas como Deadmau5, Phaxe e Astrix, por exemplo. 

Claramente, Alan Maia testou muitas coisas e programas diversos. Hoje, ele utiliza o software Ableton Live. Após vários estudos e práticas incessantes, o artista começou a entender como funcionava a estrutura de uma música, os elementos necessários, suas características e as ferramentas para conseguir criar algo audível.

Assim, descobriu que existem várias ferramentas e que o produtor musical possui total liberdade e uma infinidade de possibilidades para criar suas músicas. Alan Maia ficava deslumbrado com as inúmeras formas, tecnologias e aplicações que permitiam otimizar a qualidade das suas músicas (em meados de 2011), assim, descobriu que música e tecnologia sempre andavam juntas. Desde então, jamais parou de produzir e segue sua jornada com centenas de criações musicais (para projetos próprios, colaborações e outros artistas). 

Dedicação, Trabalho e Aprendizado Constante

O artista da era digital possui liberdade para criar e monetizar com seu trabalho. A arte gera impacto social e deixa uma mensagem com personalidade e ousadia. Claro que trabalhar com diferencial criativo em prol de atingir seus objetivos é essencial.

O produtor musical brasileiro Alan Maia, começou a perceber que a sua dedicação e estudos para aprender como criar músicas autorais de qualidade poderiam render bons frutos para sua vida. Assim, enxergou uma oportunidade de levar a música como profissão. O artista sempre foi muito estudioso em relação a arte, e mesmo trabalhando em outros ramos, sempre separava um tempo para estudar e praticar música e produção. Assim, começou a perceber a importância de investir em um computador que pudesse trazer mais profissionalismo e qualidade para suas músicas. 

Por isso, o artista chegou a parar um tempo de ter contato com a produção de música eletrônica, afinal, precisava juntar dinheiro para investir um pouco mais no seu sonho. Coincidentemente, conseguiu um trabalho com uma empresa de audiovisual e percebeu que eles tinham computadores muito bons e rápidos. Assim, instalou escondido o software de produção musical no computador do trabalho e sempre colocava seus conhecimentos em prática nas horas livres.

De acordo com o artista, naquela época, ele buscava separar um tempo para o seu trabalho na produtora de audiovisual e sua paixão pela produção de música eletrônica. Ele sempre produziu bastante, criava muitas músicas experimentais e algumas que nunca foram lançadas, principalmente, por somente apreciar sua evolução como criador de música digital. O seu aprendizado era diário, desde o início ele acreditava que tinha uma conexão inexplicável com a música, isso o motivava experimentar novidades na criação das suas tracks.

Consolidação de Projeto e Evolução Musical 

Após conquistar uma bagagem de aprendizado muito rica, o artista já colecionava várias músicas autorais e parcerias com projetos de amigos. Mas desde cedo enxergava que existia um mercado muito promissor, assim, tentou começar projetos experimentais com amigos. 

Dessa maneira, estava sempre em contato com amigos e profissionais do mercado da música eletrônica em prol de aprender e trocar experiências. Um dos seus grandes amigos chamado Victor Hugo Profeta, na época com uns 16 anos de idade, estudava muito sobre produção musical e eles sempre conversavam várias horas sobre o assunto, analisavam músicas dos artistas que gostavam.

Durante uma conversa entre os dois, Alan Maia decidiu que criaria um projeto autoral de música eletrônica. Em meados de 2010, iniciou seu projeto chamado Alan Live e postava algumas músicas sem nenhuma pretensão, somente pela paixão e curiosidade.

Principalmente devido às condições que tinha na época (entre 2010 e 2013), percebia que mesmo com poucos recursos financeiros ou ferramentas mais robustas para produzir suas músicas, ele recebia muitos feedbacks positivos em suas redes sociais (de ouvintes brasileiros e estrangeiros). 

No decorrer do tempo, começou a publicar muitas músicas próprias e foi contatado pelos artistas Henrique Castelo Branco (Overdone), Elinho Maielo e Gustavo Reis que haviam gostado das suas tracks e queriam incluí-lo em eventos, afinal, percebiam claramente que ele tinha potencial e que faria sucesso nas festas. Assim, refletiu bastante e disse para si mesmo que estava com uma oportunidade valiosa nas mãos de lançar um projeto diferenciado que tivesse capacidade de ser reconhecido em todo o país.  

Em 2013, Alan Maia decidiu que deveria criar um novo projeto que pretendia impactar a indústria da música eletrônica brasileira. Assim, surgiu a ideia do projeto Major Groove, um projeto autoral de música eletrônica psicodélica que o possibilitou a oportunidade de se apresentar em eventos em vários estados do Brasil (como São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Rondônia, Brasília e cidades pequenas ao redor do país).

Ciclame Music


Após o contato com um grande empreendedor e influente do mercado de música eletrônica, começou a tocar constantemente e continuou criando suas tracks. Por mais de dois anos, o projeto Major Groove passou por centenas de cidades, mas em meados de 2015 precisou largar um pouco a música para trabalhar em algo que proporcionasse mais segurança e estabilidade financeira para sua família naquele momento.

Tristemente, o artista ficou alguns anos parado e sem conseguir tempo para dedicar ao seu projeto de música eletrônica. O mercado estava muito instável em 2015/16, mas jamais desistiu de acreditar no seu potencial criativo perante o mercado da música. Assim, voltou a ter contato novamente com o setor de audiovisual, produção e imagens e vídeos (que foi o início da sua trajetória profissional). 


https://open.spotify.com/artist/3eRuFy88sgIDH7xT5O2s8r

Ciclame Music e Consolidação de Carreira

A trajetória do artista e produtor musical brasileiro Alan Maia foi realmente cheia de altos e baixos, mas não é diferente da jornada de vários heróis que erram, acertam e inspiram nossas vidas. De acordo com o relato do artista, a sua carreira profissional (com bastante música, arte, foto e vídeo) trouxe muitos aprendizados valiosos que jamais havia percebido. 

Em 2018, visualizou que tinha algo que sempre o puxava novamente para a música, por isso, resolveu renovar tudo e começar um projeto novo com um estilo diferente e uma pegada mais popular, única e sem rótulos. Consequentemente, nascia o projeto Ciclame que com pouco menos de um ano de projeto lançou sua primeira música com a gigante Sony Music em conexão com a Hub Records

Seu single “Freedom” foi lançado no dia 25/09/2020, pela Hub Records e Sony Music Entertainment em parceria com a artista Curol, o single ultrapassa 58 mil plays no Spotify. A track é um bass house com características africanas – inclusive uma semana antes do lançamento já haviam buscas no Shazam pelo público da África do Sul.

Ciclame Music

Lançamentos Inéditos e NFT Music Art

O artista está crescendo constantemente, conquistando ouvintes e apaixonados por tecnologia e música, com criações únicas e com personalidade. Além disso, o projeto Ciclame está com várias tracks prontas para serem lançadas em breve, e serão divulgadas nas redes sociais oficiais do artista.

Além disso, segundo o artista, ele pretende liberar algumas músicas autorais com vídeos exclusivos para quem tiver interesse em enviar um lance para comprar suas músicas em NFT. 

Afinal, ele acredita no potencial disruptivo da tecnologia para a indústria da música e aposta que a cryptoart possibilita que os artistas sejam ainda mais independentes. Aprofunde mais na arte e entenda que música e tecnologia fazem total sentido, afinal, elas andam juntas. 

Se interessou pela arte de Ciclame (a.k.a. Alan Maia)? 

Conheça o trabalho do artista nas mídias sociais!

Soundcloud | Spotify | Instagram | Rarible


Obrigado pela leitura!

Gostou do texto?

Deixe um comentário se essa história te incentivou!


Sobre o autor. Siga o meu trabalho!
Instagram | Twitter | YouTube | Linkedin | Publish0x

How do you rate this article?


4

0

Roney Laurent
Roney Laurent Verified Member

I'm a simple man from Brazil. More than 5 years working with online business. Tech, Crypto, Growth & Marketing. Click here: linktr.ee/roneylaurent


roneylaurent
roneylaurent

I'm Brazilian, adman, growth hacker and student of technology. I share my vision about the past, present and future. I write about cryptocurrency, blockchain and technological things. Thanks 🤓👍 Check out my work: https://linktr.ee/roneylaurent

Send a $0.01 microtip in crypto to the author, and earn yourself as you read!

20% to author / 80% to me.
We pay the tips from our rewards pool.